Na Líbia, líderes africanos debatem envio de mais tropas à Somália

Último Segundo – Portal de Notícias IG (http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/07/02/na+libia+lideres+africanos+debatem+envio+de+mais+tropas+a+somalia+7077962.html)

Sirte (Líbia), 2 jul (EFE).- Os chefes de Estado ou de Governo que participam da cúpula da União Africana (UA) na cidade líbia de Sirte começaram hoje a debater um possível aumento das tropas de paz africanas na Somália, assim como a situação de crise e os conflitos em vários países do continente.

Força de paz da UA na Somália

A força de paz da União Africana na Somália integra soldados da Uganda e do Burundi.

Em reunião a portas fechadas, os membros da UA também discutem a proposta do chefe de Estado líbio, Muammar Kadafi, de dar mais poderes ao órgão executivo da UA, com vistas a acelerar a criação de um Governo africano.

O debate sobre o envido de mais tropas à Somália atende a um pedido feito pelo Governo desse país, que quer ajuda militar para conter o avanço das milícias islâmicas.

O presidente da Comissão da UA (órgão executivo do bloco), Jean Ping, disse aos participantes da cúpula que, a longo prazo, a “vulnerabilidade e a instabilidade” da Somália podem virar “um ponto de apoio ao terrorismo internacional e à pirataria marítima”.

Em relação às crises no continente, integra a pauta do dia a situação em Madagascar, onde o presidente eleito, Marc Ravalomanana, foi deposto em março pelo líder da oposição Andry Rajoelina, que teve o apoio de militares.

Os líderes africanos também analisam a situação em países como Guiné-Bissau, Sudão, Níger e Mauritânia.

Hoje, Kadafi já teve reuniões com vários chefes de Estado ou de Governo. As conversas giraram em torno do seu projeto de Governo africano.

A transformação da Comissão da UA na chamada Autoridade Africana foi aprovada na última cúpula da organização em Adis-Abeba (Etiópia). Mas os prazos para a criação desse novo órgão e os poderes que terá ainda precisam ser definidos.

A grande questão é que países fortes do continente, como a África do Sul, o Egito, a Nigéria e a Argélia, mostraram sua oposição à ideia de Kadafi, que quer que a Autoridade Africana tenha poderes para tomar decisões supranacionais.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s