Três civis morrem em ataque às tropas da União Africana

Do G1 http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1161110-5602,00-TRES+CIVIS+MORREM+EM+ATAQUE+AS+TROPAS+DA+UNIAO+AFRICANA.html). 20/05/09

Mogadíscio, 20 mai (EFE).- Pelo menos três civis, entre eles uma criança, morreram hoje em um ataque da milícia radical islâmica Al-Shabaab contra uma base da Missão da União Africana na Somália (Amisom) em Mogadíscio, que apoia o Governo do presidente Sharif Sheikh Ahmed, confirmou à Agência Efe uma fonte oficial.

A fonte, que pediu para não ser identificada, disse que o Al-Shabaab atacou os arredores da Academia Militar de Jalle Siad, no oeste de Mogadíscio, onde fica parte das tropas burundinesas da União Africana, e no bombardeio mataram três civis e feriram outros 15 nas proximidades da base.

“Os mujahedin (combatentes islâmicos) atacaram os cruzados e mataram vários deles”, disse à Efe o porta-voz do Al-Shabab, Sheikh Mukhtar Robow Ali, conhecido como Abu Mansur.

No entanto, o porta-voz da Amisom, coronel Barigye Ba Hoku, disse à Efe que não tinha informação do ataque e que as tropas da União Africana não estiveram “envolvidas em combates” com o Al-Shabaab.

Além disso, um “senhor da guerra” somali aliado da Etiópia confirmou hoje que os soldados de Adis-Abeba cruzaram ontem a fronteira com a Somália “por motivos militares”.

Adan Garase, ex-governante da cidade de Baladweyne, cuja milícia foi expulsa da localidade pelo Al-Shabaab, disse à emissora “Rádio Danan”, de Mogadíscio, que seus combatentes esperam atacar seu antigo reduto para recuperar o controle.

Fontes do Al-Shabaab – que pediram para não serem identificadas – disseram também hoje à Efe que ontem à noite aconteceu uma explosão em uma casa da organização em Mogadíscio, onde eram preparados carros-bomba e atentados suicidas, e no qual morreram pelo menos dez membros, entre eles alguns chefes de operações.

A informação, não confirmada publicamente pela organização radical, indica que no local havia três carros com explosivos e três jovens suicidas paquistaneses dispostos a atacar o palácio presidencial de Mogadíscio, quando aconteceu a explosão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s